Confesso, só de ouvir os álbuns da Lily Allen, já fico querendo virar amiga dela. Além de batidas divertidas, a cantora inglesa compõe músicas sinceronas e sarcásticas com aquilo que todos tem vontade de dizer. Enquanto estamos começando a lutar pelos nossos direitos e aprendendo a falar abertamente sobre alguns problemas, Lily já tratava sobre vários assuntos, como feminismo, machismo e sexualidade, há tempos atrás, quando começou sua carreira.

Lily Allen pode até não estar mais tão estourada nas paradas, como costumava ficar, mas isso não impede de apreciarmos o trabalho dela ainda hoje, afinal de contas está mais atual do que nunca. Durante o tempo que Allen ficou longe dos holofotes, houve bastante artistas que ousaram se inspirar na arte dela, como Katy Perry e Manu Gavassi com músicas como Ur So Gay e Eu Dou Risada, respectivamente. Lily, inclusive, já citou Katy e outras cantoras pops na música Sheezus, em que ela diz que ficar em segundo lugar não é o bastante para as divas e ela quer “estar nos topo”.

A própria Manu já confirmou várias vezes gostar muito do trabalho de Lily, “O que eu gosto dela [Lily Allen] é que sempre tem arranjos fofos nas músicas e as letras nunca são fofas”, contou ela ao falar sobre como a cantora foi uma inspiração para o novo álbum.

Mas, felizmente, ninguém consegue tomar o lugar da acidez e confiança de Lily Allen. E por isso vamos atrás de algumas das músicas dela e sinta-se à vontade para procurar outras canções e se apaixonar pelo estilo irreverente da cantora. Não esquece de comentar aqui o nome da música que você mais gosta dela. 😉

Escolhi algumas versões ao vivo porque acho que as músicas ficam ainda mais reais e boas sem a voz dela toda produzida no estúdio.

  • Hard Out Here – Acústica

Não preciso sacudir minha bunda para você

Porque tenho um cérebro

Se eu te falo da minha vida sexual

Você me chama de vagabunda

Mas quando os garotos falam de suas vadias

Ninguém cria caso

  • The Fear

Eu quero ser rica e eu quero muito dinheiro

Não quero saber da inteligência nem da diversão

Eu sou uma arma de consumo em massa

E isso não é minha culpa, foi como eu fui programada para funcionar

  • LDN

Quando você olha com seus olhos

Tudo parece bonito

Mas se você olha pela segunda vez

Pode ver que é tudo mentira

Havia uma velhinha que andava pela rua

Ela estava carregando sacolas de compras

Depois veio uma criança e ofereceu uma ajuda

Mas antes que ela tivesse tempo de aceitar

Ele bateu na cabeça dela, sem ligar se morreu

Pois agora ele tem todas suas joias e carteira

Essa é a vida na cidadade

  • URL Badman

Trabalho em casa no porão dos meus pais

Eu não trollo, eu faço declarações

Eu não sou um clichê, sentado vestindo pijamas

Hoje não é sábado, mas é feriado, então nada melhor que um #LookNossoDeCadaDia para já ir pensando no que vai fazer e que roupa vai usar durante a semana. Como em feriado, costumamos fazer algo mais leve e tranquilo, escolhi algumas peças que uso bastante no meu dia-a-dia e juntas achei que ficaram perfeitas para ir ao parque ou até ao shopping durante a tarde.

Vamos começar falando sobre o azul marinho, que além de ser uma das minhas cores favoritas, ficou ainda melhor com os detalhes da roupa bem marítimos com conchas, sereias e âncoras. Tudo até combinou com o fundo das fotos, que foram tiradas em uma parede que encontrei no Parque do Sabiá em Uberlândia-MG.

Como era um dia tranquilo, optei por uma botinha bem confortável, um óculos de sol e acessórios simples, que são os melhores para o dia-a-dia. A choker é uma excelente escolha para quem não deixa de usar um colar, mas quer algo estiloso e informal.

A pulseira que eu escolhi, da Formatto Semi Joias, é meu novo amor. Adoro como ela é feita de um material mais confortável e simples, além de ter berloques super fofos, que você pode montar com vários que sejam a sua cara. Pra gente se sentir muito exclusiva, né?! hahaha

Aproveita agora e deixa nos comentários o que você vai fazer no feriado e qual look vai usar. Espero que eu possa ter inspirado hoje, nem que seja um pouquinho. 😉

1. T-shirt Better Days Are Coming – Riachuelo

2. Short azul marinho – Renner

3. Acessórios *pulseira, brinco, choker* – Formatto Semi Joias

4. Óculos de coração – Azza

5. Bota com detalhes dourados – Via Marte

[Você pode ler esse texto ao som de FourFiveSeconds – Rihanna, Kanye West, Paul McCartney]

“Às vezes você só precisa chorar. Mesmo que você não saiba o motivo de estar chorando.”

Não, esse texto não é sobre relacionamento, depressão ou algo parecido. É sobre você!

Estamos todos ligados e conectados nessa rotina louca que temos vivido ultimamente. Não temos tempo nem para andar de bicicleta e ler um livro, imagina então, se temos um tempo para nós mesmos.

A verdade é que: Estamos sobrecarregados! Qual foi o último dia que você tirou pra você? Fez uma faxina interior e exterior?

Muitos me perguntam porque tenho parado de escrever, mas depois de um longo tempo lotada de compromissos, eu já não me conhecia como antes. Não sei sobre o que quero contar. Por isso, é isso que estou fazendo um hoje… Uma limpeza.

Limpei meu quarto, organizei minhas coisas, mas principalemente, meus pensamentos. Preciso parar e pensar para onde estou indo e onde pretendo chegar com isso. Tenho que refletir sobre o que ainda merece estar aqui e o que preciso jogar fora, literalmente ou apenas tirar de dentro de mim.

É engraçado, como o peso é tanto que depois de tanto tempo se segurando, apenas um pequeno detalhe pode te desmoronar. Isso é bom, você precisa chorar e demonstar seus sentimentos. Se fechar só pode juntar mais danos.

Tire um tempo pra você! Reflita sobre sua vida, seus sonhos e conquistas. Organize-se. Ore. Não deixe que o tempo passe por cima de você, de repente pode ser tarde demais. Se entenda melhor agora e planeje o que você precisa para chegar aonde quer.

Na coluna Feelings traremos toda sexta-feita um novo texto para vocês, e se você quer participar basta nos mandar um texto feito por você para o email meutexto@colorindovidas.com com seu nome, idade e cidade. Quem sabe seu texto não aparece aqui para colorir a vida de mais pessoas. 😉

Estamos de volta com o nosso tão querido Look Nosso de Cada Dia. Para a primeira produção escolhida no ano, eu resolvi juntas as minhas peças favoritas do momento. Por conta do trabalho e de alguns eventos que preciso ir, estou com uma vibe mais clássica, mas mesmo assim tendo ousar em algumas escolhas.

O melhor do look de hoje é que não há destaque, eu adoro tudo nessa produção e acho que não poderia ser mais eu. Tem o brilho, uma cor em destaque, acessórios delicados, uma camisa não tão social e a minha tão amada bolsa baú, que está vindo com tudo para o inverno.

Como eu já falei aqui no blog, querendo ou não, o brilho continua em alta nessa temporada. Isso só me faz amar mais essa saia, que além de tudo é mid, mas como sou baixinha, acaba virando longa. Saias com esse corte dão uma feminilidade ainda maior ao look, até me sinto a própria Sarah Jessica Parker, confesso! Quando comprei a peça, pensei que quase não usuaria, mas com a produção certa, dá para usar ela até de dia, como eu fiz.

Podemos parar um momento para apreciar os acessórios escolhidos?? Eu preciso.

Estou completamente apaixonada na combinação de tons de dourado no look, tudo caiu tão bem, principalmente pela escolha de acessórios pequenos, contrariando a bolsa, que é grande e com partes marrons. Acho que o principal truque nessa produção foi isso, a mistura de estilos. Adoro como essa camisa branca parece ser algo clássico e simples e quando vê olha atrás, percebe que há um patch escrito Drama Queen”.

A junção de diferentes estilos acaba deixando o look perfeito para diversas ocasiões, como um almoço ou um jantar, ouso dizer que até para o trabalho. Mas, se você pretende usá-lo a noite, seria ainda melhor se fizesse mudanças como um coque no cabelo e um sapato mais pesado.

Quando pensei nesse look, não o imaginei com esse sapato. Mas, como eu sempre gosto de jogar uma cor em destaque na produção, resolvi colocá-lo. No começo pode parecer muita informação, mas, além de haver muitos detalhes em dourado, esse tom é claro como o branco, o vermelho dá mais vida, eu achei perfeito.

Por hoje é isso pessoal, espero que as minhas escolham possam ter inspirado vocês a criarem produções incríveis. E se tiver, já tira uma fotinha e me marca no Instagram, estou louca para ver o resultado das suas ideias. Não deixa também de comentar aqui o que você achou e se tiver alguma peça especifícica que você quer ver no Look Nosso de Cada Dia é só falar pra gente. 😉

1. Acessórios *brinco, colar, pulseira* – Formatto Semi Jóias

2. Camisa Drama Queen – C&A

3. Saia longa dourada – Renner

4. Bolsa baú – Petite Jolie

5. Sapato vermelho de asas *Incense II* – Melissa

Moda é futilidade?

Quando pensamos em moda, o que nos vem à cabeça? Glamour, desfiles, grifes, beleza… Outros acham que moda é futilidade, besteira. Mas o que é moda?

Moda vem do latim Modus e significa modo, maneira, comportamento. Portanto, podemos dizer que moda é um fenômeno que define o que um grupo de pessoas está preferindo em determinado momento, podendo estar presente em diversas áreas (ciências, artes, literatura, etc).

Moda é tendência de consumo da atualidade. Ela acompanha o vestuário e o tempo, num contexto político, social e sociológico. Por exemplo: você sabia que na 2ª Guerra Mundial, o governo londrino impôs, além do racionamento de alimentos, o racionamento de vestuário, devido à escassez de bens essenciais. As saias longas e volumosas, ficaram mais curtas e retas. Com os homens na guerra, as mulheres assumiram trabalhos tipicamente masculinos e isso afetou também a vestimenta: calças, macacões, blusões de aviador e tailleur passaram a afazer parte do guarda-roupa feminino.

Além de ser representação social, moda é arte. O estilista, a costureira, o alfaiate se expressam ao produzirem uma roupa.

Logo, moda é comunicação; comunicação não verbal. O que você veste diz algo sobre você. Um jeans e uma camiseta branca passam uma informação.

Outro fator é decisivo para destacar a importância da moda, é sua relevância econômica. Muito além das passarelas, a indústria da moda emprega diversos profissionais e movimenta outras áreas da economia. Em 2016, o mercado mundial da moda movimentou U$ 2,4 trilhões.

No Brasil, para 2017, a perspectiva é de que o faturamento do setor têxtil e de confecção seja de R$ 135 bilhões (US$ 40,2 bilhões), o que significa um aumento de 4,6% em relação a 2016, segundo a Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção.

Atualmente, o segmento totaliza mais de 365 mil empresas de varejo e é detentor de mais de 679 mil postos de trabalho, movimentando quase R$ 10 bilhões em salários. O aumento nas vendas nos últimos 10 anos, fez com que o Brasil saltasse da sétima para a quinta posição no ranking dos maiores consumidores mundiais de roupas.

Ao fim, podemos afirmar definitivamente que futilidade não cabe nesse cenário, uma vez que, para entender de moda, é preciso no mínimo, conhecimentos de Cultura, Arte, Psicologia, História e claro, Economia.

Pra encerrar, uma cena marcante do filme O Diabo Veste Prada, resume a relevância da moda.

Miranda, editora chefe de uma importante revista de moda está escolhendo os acessórios para um ensaio fotográfico. Uma assistente mostra dois cintos aparentemente parecidos para ela escolher, e diz  que os dois são muito diferentes. Neste momento, Andréa dá uma risada.
Miranda – Algo engraçado?

Andréa – Não, nada. É que para mim estes dois cintos são iguais. Eu ainda estou aprendendo sobre essas coisas.

Miranda – Essas… coisas? Ah, ok, entendi. Você acha que isso não tem nada a ver com você. Você vai até o seu guarda-roupa e escolhe esse sweater azul folgado para dizer ao mundo que se leva muito a sério pra se importar com o que veste. O que você não sabe é que esse sweater não é apenas azul. Nem turquesa, nem lápis-lazúli. Na verdade, é cerúleo. E você também não tem a menor noção de que, em 2002, Oscar de la Renta fez vestidos cerúleos e Yves Saint Laurent fez jaquetas militares cerúleas. E o cerúleo logo foi visto em oito coleções diferentes. E acabou nas grandes lojas de departamento e, um tempo depois, em alguma lojinha de esquina onde você, sem dúvida, o comprou em uma liquidação. No entanto, esse azul representa milhões de dólares e incontáveis empregos. E é até meio cômico que você ache que sua escolha a isente da indústria da moda quando, de fato, você usa um sweater que foi selecionado pelas pessoas nesta sala”.

Joana Araújo é bacharel em Secretariado Executivo e Jornalismo, com formação em Jornalista de Moda e Consultoria de Imagem. Herdou interesse pelo mundo fashion da mãe, que é costureira e resolveu aliar as duas paixões: jornalismo de moda.

A páscoa já passou, mas não é por isso que devemos parar de comer ovos de chocolate e essas delícias que só encontramos nessa época. Muito pelo contrário, agora que é bom você botar a mão na massa e preparar essas receitinhas, porque tudo vai ficando mais barato, a fôrma do ovo, os chocolates e doces em geral.

E se você é o(a) louco(a) do chocolate, vou separar outras delícias pra gente matar saudade da páscoa…. Ah, e sobre a dieta? A dieta a gente deixa para segunda-feira que vem.

(mais…)

“Comecei a pensar como a vida de todos estaria melhor sem mim.” —  Os 13 porquês. 

Sem spoilers:

Depois de assistir a série em apenas três noites, tirei um tempo para pensar um pouco sobre ela. Se fosse para falar dela no exato momento em que terminei, com certeza eu indicaria pra todo mundo, mas ao pensar bem, percebi que não é exatamente assim. O seriado é realmente muito bom por tratar de assuntos importantes, principalmente para os jovens, como bullying e assédio sexual, além de nos fazer pensar bastante sobre como tratamos as pessoas, é bem aquela frase: “Todo mundo que a gente encontra na vida está enfrentando uma batalha que você não sabe nada a respeito. Seja gentil com todo mundo. Sempre!”

Olhando pelo lado de quem não sofre e sim de quem faz sofrer, é uma boa escolha, para você ter consciência dos seus atos na vida de outras pessoas. Já olhando pelo lado de quem é agredido, de quem sofre com essas coisas, é um pouco mais complicado. Chego a dizer que, se você não está em um bom momento e pensa em desaparecer do mundo, não assista a série. É um pouco pesado em certas partes, inclusive, no início dos três último episódios (não, não é spoiler), aparece uma imagem alertando que haverá cenas fortes.

Mas, a série é realmente muito boa se tirarmos algumas partes deum pouco exageradas, o que é comum na maioria das séries juvenis de hoje em dia.

Com spoilers:

Se você já viu os episódios, sente aí e vamos trocar uma ideia sobre porque eu ainda estou tentando entender o quanto eu realmente gosto da série. Sim, é muito boa pelos motivos, que disse aí em cima, ela nos ajuda a refletir. Mas, ao mesmo tempo, como eu também já falei, ela é um pocuo exagerada.

Não li o livro, então ainda não posso comparar os dois, mas realmente espero que a versão impressa não tenha toda essa chatice do Tony e exageros do Clay. Tenho um carinho enorme pelo personagem do Dylan Minnette com a Hannah Baker, mas pelo amor de Deus, ele cria uma tempestade desnecessária sobre as coisas, além da demora que tem para ouvir as fitas.

Sem falar na parte da Hannah de colocar a Sheri nas fitas, pra quem não lembra, a garota apenas derrubou uma placa de pare. Ok, isso pode ter causado um acidente de trânsito, mas ela não deve ser culpada pelo suicídio da amiga apenas por isso. O Sr. Poter, que também não fez absolutamente nada, além de tentar entender o que estava acontecendo com a garota.

Temos que deixar claro que Hannah nem é tão “santa” assim, ela mentiu a respeito do Zach ter jogado o bilhete fora e depois de fazer os colegas da escola jogarem pedras na janela do Tyler, fez o próprio se sentir ainda pior. Ela pode ter sofrido, mas fez outras pessoas sofrerem também. Não é contraditório e irônico da parte dela?! Ainda incitou avingança como melhor maneira de lidar com esse tipo de problema. 

Importante pensar que as vezes nós precisamos e queremos ajuda, mas não deixamos ninguém nos ajudar. Reflita um pouco antes de achar que todo mundo está contra você, talez você não deixe ninguém se aproximar. 😉

Os 13 Porquês está disponível na Netflix.

Na segunda etapa do nosso projeto #15Anos, você já tem que ter em mente se vai querer a viagem ou a festa, se ainda não escolheu, corre no nosso primeiro post que a gente te ajuda a descobrir. Mas, se você já sabe qual você vai querer, independente do que você escolheu, nós vamos te ajudar a dar os primeiros passos para tornar o sonho em realidade.

Se você escolheu a…

  • Festa

Muita gente fala que a primeira coisa que você deve saber antes de sair por aí olhando os detalhes é o quanto você pretende gastar, mas eu não acho. Às vezes os pais não sabem muito bem os preços de uma festa e é bom que você e eles tenham alguns orçamentos de itens que são indispensáveis para esse dia. Tendo uma ideia dos preços, que vária de cidade para cidade, vocês podem sentar e discutir um valor que vão poder gastar no evento.

É bom lembrar que você consegue fazer uma festa de 15 anos de R$ 100 mil, como também com R$ 5 mil, então não surte ao saber sobre os números, no final tudo dá certo. Ao saber o preço, comece a pensar em algo que se encaixe, se não for um valor muito alto, tente pensar em algo mais intimista (que, inclusive, está super em alta) e salões que já fornecem coisas a mais como som, buffet e decoração, isso pode acabar saindo mais em conta do que contratar cada serviço individualmente.

É bom também que você faça uma lista do que não pode faltar na sua festa e o que você quer que tenha, para primeiro você contratar o que realmente é necessário, como comida, vestido e fotos.

Ah, e na hora de fazer os orçamentos, não se esqueça de ver em muitos lugares antes de fechar com alguém, é um absurdo como os preços podem mudar de empresa para empresa. Mas, claro… Tenha cuidado para ver se todos que você estiver indo realmente sejam lugares bons e que outros clientes indicam.

  • Viagem

Sem dúvida o primeiro passo é decidir para onde você vai. A grande maioria escolhe a cidade de Orlando, nos Estados Unidos, onde fica aquela famigerada Disney World. Mas, antes de você sair por aí fazendo a mesma escolha de todo mundo, senta a vai viajar pela internet. Disney é um lugar maravilhoso, mas lá o que você vai fazer é compras e ir em parques de diversão… Tá, é bem legal, mas isso é realmente a sua “praia”?

Se você realmente quer ir para fora do país, você tema opção de intercâmbio para poder ter uma língua extrangeira no currículo, o que ajuda demais no futuro. E se você prefere optar por algo mais simples só pra conhecer, que tal São Francisco, Atlanta, Nashville, Los Angeles (Estados Unidos) ou Cancún, Acapulco, Buenos Aires, Bariloche (México e Argentina) ou Roma, Londres, Amsterdã, Budapeste, Praga, Moscou, Barcelona (Europa).

Há uma infinidade de lugares para você conhecer, que não vão ser focados apenas em compras e parques e que mesmo assim você ainda pode conseguir achar essas duas coisas. Mas, se a Disney é seu sonho, se joga e vai!!!

Se o orçamento está um pouquinho apertado para sair do Brasil, mas você gosta mesmo é de viajar, pode ficar tranquila, ainda há muitos locais legais no Brasil que você provavelmente não conhece. Foz do Iguaçu, Manaus, Gramado, Floripa, Bonito, Balneário Camboriú, Angra dos Reis, Canela são apenas algumas. E olha quem alguns destinos dentro do país, podem sair até mais caro que outros lá de fora. Se os valores ainda forem altos, foque em algo mais próximo e barato, mas em um hotel bem legal. Tem Caldas Novas, Campinas, Ouro Preto, Brasília, Mariana São Roque e Brumadinho. Uma boa dica é usar o site Quanto Custa Viajar pra encontrar a viajem que se adequa ao seu orçamento.

Esse post foi só com as primeiras dicas para você começar os seus prepativos, no próximo (24/04), vocês vão conferir as dicas na hora de escolher cada empresa e coisas diferentes para deixar o evento bem único e com a sua cara. 😉 E se você tem alguma dúvida sobre o tema #15anos, mande pra gente por inbox no Instagram, no Facebook ou no Twitter com a hashtag #15anosColorindoVidas ♥

Posts #15Anos:

Ah, e você já passou dos 15 anos? Conta sua história pra gente! O que você escolheu? Manda um email pra gente contando, quem sabe sua história não aparece aqui 😉 contato@colorindovidas.com

  • Com que bolsa eu vou… Para o samba que você me convidou? ♪

Começou com as cases para celulares e chegou até as bolsas, a Moda Fun virou trend na estação passada e promete continuar com tudo em 2017. Além das capinhas e grande influência de artistas consagradas como Katy Perry, esse estilo de acessórios divertidos ganhou o look das brasileiras, principalmente depois da “onda” de patches e pins.

Como a Moda Fun veio também as tendências de sereísmo, quadrinhos, brilho e criaturas fofas como o unicórnio. Tudo que às vezes é mitológico, mas de alguma forma deixa nosso dia-a-dia colorido, mais divertido. São aquelas peças que o seu “eu” da infância iria amar.

As bolsas e acessórios que têm essa pegada podem ser usada de qualquer forma, dependendo do seu estilo. Se você for ousada como uma Katy Perry ou Maria Eugênia da vida, se joga e bota uma produção bem diferentona, colorida e muuuito divertida. Mas, se você é um pouco mais discreta que isso e também gostou da tendência, procure usar em looks mais street ou rocker, com isso você pode dar uma quabrada em um look pesado, mas procure usar poucos tons nas roupas para dar uma harmonizada na composição e não enchê-la de detalhes.

Claro que você também pode apostar em looks bem delicados e fofos com tons neutros e jogar a bolsa como destaque da produção, mas tenha em vista que tudo junto pode ficar um pouco feminina demais, não que seja ruim, mas a proposta aqui é deixar uma pegada mais diferentona e não apenas fofinha, se é que me entendem.

Então, separei uma listinha de 10 bolsas diferentonas e estilosas que vocês vão adorar ter no armário. Separei apenas algumas, mas nesses sites (que estão no meu top5 confiáveis da internet) você encontra muitas outras.

1.  Bolsa Tiracolo FiveBlu com bandana

2. Bolsa sacola Santa Lolla com abacaxi

3. Bolsa de couro Jorge Bischoff preta

4. Bolsa tiracolo Petite Jolie mini dourada

5. Bolsa tiracolo Petite Jolie com patches de frutas

6. Bolsa Fluffy rosa

7. Bolsa holográfica de sereia

8. Bolsa de diamante

9. Bolsa fedra bege com rosa

10. Bolsa fedra com olhinhos azuis

Remetendo a uma das músicas mais conhecidas de Marcelo Jeneci, O Melhor da Vida, é que começamos o primeiro Colorindo Vidas Indica do ano. O cantor e compositor, que já trabalhou com grandes nomes da música brasileira, como Vanessa da Mata, Luiz Tatit e Leonardo, tem dois CDs lançados e um deles está presente na lista dos melhores álbuns de 2010 feito pela revista Rolling Stone. Com isso já da pra ver que o cara entende de música, né?!

O que mais chama atenção de quem ainda não conhece o som do cantor são as letras. Sempre positivas, críticas e esparançosas, as canções de Marcelo trazem uma sentimento bom para quem quer que esteja ouvindo e nos tranquiliza com um vocal calmo e muito bonito. Mas, o próprio fala que as letras vão bem além de ser positivo, “o otimista acredita que tudo vai dar certo. Eu não. Espero que, dos erros, possa sair algo de positivo”.

E com um lindo histórico de preparar shows intimistas de graça para o público, Jeneci vem para Uberlândia nesta quinta-feira (30) participar do projeto Uberlândia Cultural, que já trouxe diversos cantores para cidade. Ele cantará na praça de alimentação do Uberlândia Shopping às 19h30.

Se você ainda não conhece, tudo bem. A gente te apresenta 😉

  • De Graça

To te chamando pra acordar
E desfrutar
A graça de viver
Aumente o som devagar
E olhe em volta
Para perceber
Que o bom da vida é de graça

  • Dar-te-ei

Não te darei flores não te darei elas murcham, elas morrem
Não te darei presentes não te darei pois envelhecem e se desbotam
Não te darei bombons não te darei eles acabam, eles derretem
Não te darei festas não te darei elas terminam, elas choram, elas se vão

Dar-te-ei finalmente os beijos meus
Deixarei que esses lábios sejam meus, sejam teus.
Esses embalam…esses secam…mas esses ficam.

  • Felicidade

Felicidade é só questão de ser,
Quando chover… deixar molhar…
Pra receber o sol quando voltar.
Lembrará os dias que você deixou passar sem ver a luz,
Se chorar, chorar é vão,
Porque os dias vão pra nunca mais…

Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e depois dançar na chuva
Quando a chuva vem.

  • O Melhor da Vida

O que vale nessa vida é ver como você aproveita
Desde a hora que levanta até a hora que deita
Quando escolhe a coisa certa é tudo sem receita
Quando perto de você a própria confusão se ajeita bem

Vai no show do Marcelo? Confirme aqui sua presença. ♥