Tag: ‘dança’

17 . Março . 2016

[Você pode escutar DNCE – Cake by the Ocean enquanto lê o post.]

O que vem a sua mente quando dizem Pole Dance? Para a maioria das pessoas o pole é remetido apenas para um cenário erótico, boates de strip tease e sensualidade. 

A dança tem sua origem no mallakhamb (homem de força) que é uma atividade cultural indiana onde as pessoas efetuam movimentos de flexibilidade, força e equilibro em uma barra de madeira. 

Com as evoluções e estilos de danças em uma barra, foi por meio de apresentações circenses que o pole se desenvolveu aos bares estilos burlesque até 1950. Com essas mudança, as manifestações na Inglaterra e Portugal auxiliaram que esse estilo de dança fosse propagado até o Brasil. 

Através dos anos, houve uma grande dificuldade de se obter respeito e reconhecimento como esporte por carregar em sua história um tabu criado pela sociedade e fundamentos apenas no erotismo. O que muitos não sabem, ou não acreditam, é que o pole possui sim sua característica artística e sua identidade.

Entre 2000 à 2006, o pole ganhou notoriedade e se dividiu em alguns gêneros: fitness, artístico e sensual. Os benefícios que a atividade possue e com a grande diversidade em seus movimentos, seu espaço na rotina de muitas pessoas se tornou fixa.

11265829_482660238553006_1100625891_n

Lud, aluna de pole fitness à 1 ano.

O pole é um exercício físico que trabalha a força, resistência e coordenação do corpo, além de fortalecer e tonificar os músculos. Em uma aula de pole, pode-se gastar até 600 calorias usando apenas a barra e o seu peso como base no exercício.

Para a prática do pole não é necessário ser forte, flexível ou ter um peso razoável pela intensidade e dificuldade do exercício. Este é outro tabu enraizado ao longo do tempo. O pole pode ser praticado por qualquer pessoal apta e que possua vontade de começar. Força, flexibilidade e conciência corporal você irá adquirir ao longo dos meses.

A evolução dos movimentos acontecem aos poucos com giros, movimentos estáticos e figuras corporais, no nível básico e intermediário, quando o aluno já percebe sua força e maior elasticidade, seu progresso também é notório, levando as coreografias e movimentos de transições mais elaborados. E o melhor de tudo é que a classe é diversificada e a cada aula você aprenderá algo novo que o levará para um melhor aproveitamento de suas qualidades.

Fotor_14582107737541

Anastasia Skukhtorova

Em 2008 um grupo estadunidense de Utah, fizeram um abaixo-assinado para que o esporte fosse reconhecido nas olimpíadas, porém ainda não existe uma resposta definitiva sobre o tema. No Brasil o retorno é o mesmo.

Por possuir características peculiares em seus exercícios, o pole também tem ganhado o público masculino. Além de quebrar todas as barreiras impostas pela sociedade, o pole dance insere a igualdade dos sexos no esporte, tirando a imagem de exclusividade de um entreterimento apenas para mulheres.

 

10246361_685509864824025_638524296_n

Artur, professor de pole fitness.

Bom, sou suspeita para falar de todas as qualidades do pole dance, pois sou apaixonada pelo esporte e a cada aula é um desafio diferente. É como se aprendêssemos a linguagem do corpo e através disso, descobrimos maneiras de nos expressar, pode ser por meio de uma coreografia, moves básicos ou avançados, pela amizade que criamos na sala de aula ou na paixão que é se sentir bem com si mesma. É encantador, libertador e apaixonante.

Não existe tabu ou repreensão capaz de apagar uma arte.

 

11352154_972962796056223_1708322534_n

Anastasia Skukhtorova

 

Se você tem interesse de conhecer mais sobre o pole dance entre na página do Federação Brasileira de Pole Dance no Facebook. E se você tem uma sugestão de tema ou texto  para o Colorindo Vidas, mande para nós pelo meutexto@colorindovidas.com.