Tag: ‘padrão de beleza’

21 . Abril . 2016

Isso é mais do que feminismo, maior do que padrões de beleza e comportamentos, isso é respeito.

Um veículo de comunicação de grande alcance nacional, publicou recentemente uma matéria sobre as qualidades da esposa do vice-presidente da república, Michel Temer. Marcela Temer foi elogiada pelos seus atributos de quase-primeira-dama, uma mulher bela que se encaixa nos padrões de beleza impostos pela sociedade, por cuidar da sua imagem como madame, não usando roupas curtas e sempre com elegância. E ‘do lar’ que cuida de todos os afazeres e tarefas de uma casa. Ponto.

Essa é a ideia de mulher ideal para o mundo?

Eu sou mulher, e por meus direitos, valores e princípios, minha resposta é NÃO!

Isso não se trata apenas de feminismo, luta de igualdade entre os sexos, por queimas de sutiã nas ruas ou por gritos que não emitem qualquer som. Isso é por respeito. Durante anos os povos se esqueceram que as mulheres são partes integradas da sociedade, que cabem a elas em conjunto com os homens, a capacidade de trazer luz para o mundo. É através de suas ligações que existimos.

Tratadas sempre a margem da sociedade, foi através de lutas e participações que elas conseguiram espaço na coletividade. Uma roupa mínima, um cabelo diferente do padrão, mulheres que sabem que seus lugares sempre serão atrás de um homem, que tem como obrigação cuidar da casa e dos filhos, ficar calada sobre todos os assuntos de negócios e políticas, esse é o padrão que a sociedade impõe em muitos casos, mas isso não significa que elas não têm capacidade de opinar sobre elas.

O papel da mulher é de auxiliadora, ativa e viver da forma que ela ache adequado. Não se pode limitar um ser a simples regras comportamentais fundadas em base no que é agradável a um outro, estabelecer critérios de como ser um adulto padrão.

The.Help.2011.720p.BluRay.x264-Felony.mkv_snapshot_00.20.22_[2012.06.19_16.36.45]

Escolhas políticas, religiosas, culturais, maneiras de como se comportar mediante a situações devem ser livres. Cada um de nós possui suas convicções, e a base para que elas sejam ouvidas é por meio do respeito mútuo.

Marcela Temer pode ser bela, recatada e do lar, se esse for o desejo dela. Somos livres, mas isso não significa que deve ser um padrão que sirva de regra para as garotas.

Assim como os heróis que lutaram em guerras, brigaram pela democracia, descobriram e conquistaram os lugares do mundo, também temos que estar abertos para receber novas mudanças. Uma mulher pode ser linda, sensível, amorosa, compreensiva, mas isso não a faz fraca ou incapaz. Todos temos autonomia para sermos o que quisermos, só depende da nossa coragem.

Não se deixe levar por modelos ultrapassados. Pela liberdade de sermos respeitados em qualquer lugar, com as roupas que você desejar, pela sua profissão, pela religião, cultura e por opiniões, desejo a vocês um bom combate.

giphy (1)

‘Toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço. Immanuel Kant.’

Se respeite, e ao seu próximo também.

Até!

29 . Março . 2016

Já falei aqui sobre os padrões de beleza impostos pela mídia, e hoje vim falar sobre outro padrão de beleza que muita das vezes é imposto a nós: Nosso cabelo. Que atire a primeira pedra quem nunca pensou em mudar o visual das madeixas, para o natural ou para algo totalmente diferente, mas simplesmente não conseguiu se ”desapegar” e ficou com bastante medo da mudança. Mas será que é nós que colocamos esse medo na nossa cabeça ou ele vem dos comentários negativos das outras pessoas? É exatamente sobre isso que a nova campanha da Dove trata, de como as pessoas impõe a nós que nosso cabelo só será bom de um jeito, e que mudar não será bom de forma alguma.

Eu nunca fui apegada com meu cabelo, tanto é que sempre adoro o dia que vou corta-lo, é tão bom olhar no espelho e ver algo diferente, não é?! Mas então porque eu nunca mudei de verdade? Ao ver esse vídeo eu fui parar pra pensar, e é pelas pessoas, pela influência dos comentários negativos em nossas vidas. Já viu que é só falar que quer fazer alguma mudança que alguém vem reclamar que é melhor não fazer, que desidrata muito, que prefere você do jeito que é…? Fala sério, cabelo cresce. Porque dar tanta importância assim? É o seu cabelo, você deveria fazer dele o que bem entender, mude, volte ao natural, depois mude de novo, faça o que te faz se sentir bem.

Não importa como você é, nem onde trabalha e nem o que a sociedade impõe que seja o certo. Seu cabelo, sua escolha! 

E depois de ver esse comercial da Dove e refletir muito sobre o assunto, eu decidi que estava na hora de mudar. Não falei nada pra ninguém, não pedi opiniões, apenas pensei no que queria e fui mudar. O resultado eu deixo em uma foto pra vocês aqui em baixo, mas agora quero desafiar você! Sabe aquele corte que você sempre gostou? Aquela coloração que você sempre sonhou em fazer nos fios? FAÇA! (E marca o @colorindovidas no Instagram depois que quero ver a mudança de todos vocês ^-^)

mudança

 

Qual a mudança que você mais sonha em fazer mas nunca fez por conta dos comentários negativos? Você já fez alguma mudança? Me conta aqui nos comentários, quero saber a história de todos vocês.

05 . Maio . 2015

Hoje vim falar sobre um problema que todos sabem bem que existe, mas acabamos agindo como se não soubéssemos, e pior… Acabamos, mesmo sem perceber, colaborando para sua existência.

Neste semestre tive um trabalho na faculdade (pra quem não sabe, faço Jornalismo) onde tínhamos que escolher um tema e criar um blog onde deveríamos fazer postagens somente a respeito deste tema. O tema que meu grupo escolheu foi a influência dos padrões de beleza, quem quiser acessar o blog clique aqui.

E mesmo sendo rodeados de artistas e campanhas que pregam que todos são bonitos do seu modo e devemos ficar felizes com isto, querendo ou não a mídia ainda exerce uma grande influência nos nossos padrões, principalmente de beleza. Mesmo que aquela ”magreza esquelética” não seja a mais mostrada por eles atualmente, os padrões vêm girando em torno do que muitos chamam de ”magreza saudável”, que nada mais é do que um corpo com mais curvas. Uma das grandes influenciadoras desse padrão são as irmãs Kardashians e as modelos da marca Victoria Secret’s, intituladas de ”anjos”.

E como o padrão, que até pouco tempo era ser muito magra, pode mudar tão de repente? Bom, vejamos… As Kardashians fazem um dos reality shows mais assistidos do planeta atualmente, e os desfiles das ”angels”, que contam com performances de artistas mundialmente conhecidos, têm se tornado cada vez mais conhecidos e assistidos pela sociedade, eles já até fizeram um anúncio escrito ”O corpo perfeito” estampando suas modelos. Será que isto tudo é uma grande coincidência ou a mídia está nos afetando sem nós percebemos?

”Mas Darah, isso é melhor do que aquele padrão que tínhamos que ser tão magros!” É, pode até ser melhor. Mas melhor não significa bom! Até quando vamos nos prender com o que as pessoas vão pensar se eu tiver ou deixar de ter alguns quilos? Se alguém lá fora vai te julgar pelo seu corpo ou característica física, tem algo de errado é com esta pessoa, não com você! E pode acreditar, na maioria das vezes ninguém está julgando ninguém, muito pelo contrário, nós mesmo nos auto julgamos por todo esse bombardeamento de ”corpos perfeitos” que a mídia lança.

Mas nem toda mídia é assim, por isso escolhi dois vídeos muito interessantes que duas grandes marcas fizeram contra os padrões de beleza.

A marca DOVE montou uma campanha em cinco países onde eles colocaram uma porta escrito bonita e uma do lado escrito comum e gravaram pra ver por onde as mulheres escolhiam passar. Isso é uma ótima forma para vermos como costumamos acreditar que se nós não estamos do jeito que a certas mídias pregam ser o ideal, nós não somos bons o suficiente. Uma mulher ainda disse que escolheu passar pela porta comum pelo fato de ser constantemente bombardeada e pelo o que os outros dizem, o que a fez pensar que deve aceitar ser considerada ”comum”.

Já esta marca de lingerie que chamou mulheres com diferentes tipos de corpos para fazer uma campanha intitulada #ImNoAngel (#NãoSouUmAnjo), indo contra a campanha da Victoria Secret’s. Na campanha as modelos dizem que são todas sexy, mas não são anjos, e dizem que seria muito chato se todos fossem iguais. Assista:

Mas apesar das mudanças nos padrões que a mídia nos empurra terem melhorado, ainda muito tem que ser mudado, pois estes corpos ideais só vão começar a ficar no passado quando cada um ficar realmente agradecido e bem ao exibir seu corpo do jeito que ele é. O que nos resta é lutar contra estes ideais e pregar para que o verdadeiro padrão de beleza seja ser feliz do jeito que se é.

Deixe sua vida mais colorida… Seja feliz do jeito que é!

“Aprenda diariamente a ter um caso de amor com a pessoa bela que você é, desenvolva um romance com a sua própria história. Não se compare a ninguém, pois cada um de nós é um personagem único no teatro da vida”
(CURY, 2005, p.1)

E qual é a sua opinião sobre os padrões impostos pela mídia? Acha que devemos aceitar? Conte pra gente aqui nos comentários. Espero que isso possa ter ajudado a colorir mais a vida de vocês. Xoxo ;*