Tag: ‘seriados’

20 . Março . 2017

Você tem uma série do coração que já assistiu mil vezes, mas continua sempre vendo aqueles mesmos episódios por pura preguiça de encontrar uma nova ou dificuldade mesmo para achar uma bem legal em meio a tantas? Eu tenho. A minha é Friends, assisto ela durante o almoço e quando simplesmente quero ver algo rápido e que sei que vou gostar (não tem erro ♥).

No início do ano resolvi dar uma pausa em Friends e ir em busca de séries da Netflix para poder mudar um pouco. O meu objetivo era simples, encontrar seriados cômicos e tranquilos, algo que eu pudesse ver enquanto esperasse alguém ou durante um lanche. E achei! Separei quatro delas para vocês conhecerem:

  • Jane The Virgin

Essa série é, sem dúvidas, uma das melhores que encontrei nesse período. Muitos amigos já haviam me indicado, tanto é que eu já havia assistido três episódios, mas acabei parando por achar muito exagerada em certos aspectos. Quando voltei, já não consegui mais parar, vi a primeira temporada em três dias (um recorde, se você pensar que cada episódio tem 40 minutos).

Jane The Virgin é ideal para quem gosta de séries norte-americanas e novelas mexicanas. O seriado conta a história de Jane, uma jovem de 23 anos que ainda é virgem, mas acaba sendo insemidada artificialmente por engano. E ainda por cima, nem é pelo namorado dela e sim por um antigo amor, que estava pretendendo ter o filho insemidado com a atual noiva. Muita confusão!

Com cenas inesperadas como as novelas e direção como seriados, achei a série perfeita para quem busca algo diferente. Tem comédia, ação, romance e vááárias reviravoltas, que você nunca vai esperar. Assiste e vem comentar comigo o que achou, já estou na terceira temporada!

  • Don’t trust the B* in apartment 23 (em tradução livre, Não confie na v* do apartamento 23)

Essa é uma das minhas séries favoritas da vida! Já virou meu seriado substituto de Friends oficial. Comecei a assistir logo depois de Jessica Jones (a atriz é a mesma em ambas as séries) e me apaixonei, é um lado totalmente novo de Krysten Ritter. Ela faz o papel da Chloe, uma das personagens mais loucas e divertidas.

A história começa, quando Chloe começa a dividir o apartamento em Nova Iorque com uma jovem do interior. June, a colega de quarto, é super correta, organizada e com um futuro brilhante pela frente… O oposto da personagem de Krysten, que faz as coisas por impulso, é preguiçosa, sarcástica e tenta tirar vantagem de todo mundo. Ver as duas aprendendo a viver juntas é história para vários episódios divertidíssimos.

Quando você terminar a segunda temporada, com certeza vai odiar ao lembrar que a série foi cancelada. Mas, de qualquer forma, ainda vale super a pena assistir. É o tipo de seriado que cada episódio acontece algo diferente, então você não precisa estar tão ligado no contexto e por isso não há tanta curiosidade em uma possível continuação da história para uma terceira temporada, assim como acontece em Friends.

“Oh, eu acabei de perceber. Eu te odeio.”

  • Raising Hope

Já falei aqui sobre o seriado familiar The Middle e pra quem gosta do mesmo estilo, mas não tem tv por assinatura, a melhor opção é Raising Hope. Confesso que achei o primeiro episódio um pouco exagerado, mas ao longo da temporada, tudo vai se ajustando.

A série conta a história da família louca Chance, após descobrirem que o jovem Jimmy será papai aos 23 anos. Ele dorme com uma criminosa fugitiva (sem saber o histórico dela, obviamente) e nove meses depois descobre que ela está presa e deu a luz a filha deles.

O tema principal é a família aprendendo a lidar com essa novidade, mas acaba sendo bem divertido os perrengues que eles passam, além de podermos nos identificar bastante com os conflitos de Jimmy com os pais. O seriado tem quatro temporadas, todas disponíveis na Netflix, e é ótima para assistir em família, todos vão se identificar.

  • Lovesick

Deixei essa por último, porque é divertida, mas muito mais romântica. Mas, de qualquer forma vale muito a pena assistir e não é aquele romance apenas clichê, é algo mais sofrência, que muita gente pode até se identificar com certas fases de alguns personagens. E tem mais, a segunda temporada foi produzida pela Netflix, já da pra saber que coisa ruim não é, né?!

Em apenas seis episódios de 20 minutos cada, o seriado conta a história de Dylan, um jovem que contraiu clamídia, uma doença sexualmente transmitida. Ao saber da doença, ele resolve ir atrás de todas as ex-namoradas para pedir que elas façm exames e veja se tem ou não a infecção.

Cada episódio mostra um relacionamento diferente de Dylan e cada um é dividido entre o tempo atual e o passado, onde é mostrado como era o namorado e o reencontro de ambos depois do término. É um seriado novo e muito bom para assistir, principalmente para maratona já que a temporada é bem curtinha. As cenas mais engraçadas ficam por conta de luke, um mulherengo que sempre tenta arranjar alguém para o melhor amigo, que no caso, é o personagem principal.

O que vocês acharam da lista? Já assistiram algumas dessas séries? Se já, comenta aqui ou nas nossas redes sociais o que você achou, adoro ter alguém para comentar os episódios! ♥ Me indiquem séries também, quero ver o que vocês curtem.

18 . dezembro . 2015

Nada melhor que as férias pra botar em dia todos os episódios das suas séries favoritas, não é mesmo?! Mas que tal aproveitar pra fazer maratona de seriados totalmente novos? Sabemos que é ótimo assistir séries que já finalizaram a primeira temporada, pois podemos aproveitar nossos dias de folga pra assistir horas e horas sem aquele terrível break semanal, e é por isso que resolvi fazer uma seleção de séries que poucas pessoas conehcem mas que com certeza vocês vão adorar.

    • Eye Candy

Eye Candy é uma serie de suspense da MTV Norte Americana que conta a história de quando Lindy (Victoria Justice), uma jovem hacker, que após ter alguns encontros marcados pelo aplicativo flirtual (lê-se Tinder), começa a ser perseguida 24h por um stalker meio serial-killer. Enquanto ela tenta descobrir qual de seus ”dates” é seu stalkear, ela tenta se vingar do sequestro de sua irmã mais nova (Não, isso não é um spoiler).

A série é muito boa, os episódios te prendem muito e com certeza é o tipo de série que você não consegue largar até terminar de ver a temporada toda, que infelizmente ainda só há uma.

  • Selfie

A série é uma comêdia romântica que conta a história de Eliza Dooley (Karen Gillan) que é viciada em redes sociais e faz de tudo para ganhar mais fãs e likes nas redes. Depois de acontecer alguns desastres na sua imagem e ser chamada de superficial ela chama Henry (John Cho), seu colega de trabalho e especialista em marketing, para ajudar a melhorar sua imagem.

Eu não dava muito pela série quando ouvi falar, mas assisti e adorei, é muito divertida e com certeza da pra gente repensar muito sobre o que colocamos nas redes! O destaque da série é ver a interação entre os personagens Henry e Eliza que são totalmente o oposto um do outro mas que com o tempo vão se ajudando e aprendendo muito um com o outro.

  • The middle

A série conta a história da família Heck, uma família bem simples que moram no pacato estado de Indiana. É uma série que vai surpreender a todos, pois os episódios são muito divertidos… Mas não pense que eles são aquele tipo de família de comercial de margarina que vivem felizes uns com os outros, pelo contrário, o legal da série é passamos a nos identificar com a família, nas bagunças, nas brigas, nas críticas feitos pela mãe, nos irmãos chatos hahaha. Entre os personagens que vou destacar está o Axl, o filho mais velho que é o típico irmão chato, mas é super popular e sempre acha que o mundo inteiro está contra ele, a irmã do meio Sue que é ingênua, otimista e vive sempre a sombra de seu irmão mais velho, e por último temos o meu personagem favorito que é o irmão mais novo que é viciado em ler, tem problemas de socialização e tem umas manias muito estranhas, do tipo sussurrar pra si mesmo.

É uma comédia bem rara hoje em dia, pois não apela pra ser engraçada, apenas mostra cenas que podemos encontrar até no nosso próprio cotidiano. E é um seriado que posso recomendar pra todos, e se você poder assistir com a sua família melhor ainda, são risadas certas e muitos momentos de identificação hahaha.

  • The royals

The Royals, ou para os mais íntimos A Realeza, conta a história de uma família real inglesa totalmente diferente do que a gente imagina, ta mais para uma família Kardashian do que uma realeza hahaha. A família é constítuida pela rainha Helena que só pensa em si mesma e na imagem que vai passar para seus súditos, pelo rei Simon que é a pessoa mais normal e justa dessa série, sua filha Eleanor que tem problema com bebidas e drogas, e Liam que tenta lidar com a ideia de ser sucessor do trono depois de descobrir que seu irmão mais velho, príncipe Robert, faleceu (Não, isso também não é um spoiler). A história tem bastante informação pra ser digerida no começo então vou resumir o resumo pra vocês hahaha… Primeiro tem o Liam que se apaixona pela filha do chefe de seguranças, o irmão do rei Simon que tenta de tudo para assumir o posto de rei da Inglaterra (meio rei leão, né?!), e Eleanor que vive em ”fights” com sua mãe. A série é cheio de dramas e clichês, mas é muito divrtida de se assistir também.

The Royals é a primeira série ficcional do canal E!, e apesar de poucas pessoas terem botado fé no seriado a princípio, depois de alguns episódios serem lançados a série finalmente conquistou o coração de muita gente nos Estados Unidos e já ganhou sua segunda temporada que estreou em Novembro. Confesso que a minha primeira impressão foi terrível, foi muita informação junta em um episódio só. Mas com o tempo todo o enredo foi se ajeitando e ficou realmente muito interessante, não chega a ser uma das minhas séries favoritas mas com certeza vale a pena assistir!